7 Sinais de que está na hora de reformular o seu site

7 Sinais de que está na hora de reformular o seu site

agenciagrowNovidadesComentar

A internet está em constante evolução, por isso, é importante manter um site atualizado, que seja compatível com as tecnologias atuais e considere a experiência do usuário.

Comic Sans, gifs animados, poluição visual. Essa era algumas características dos sites quando a internet se popularizou, no início da década de 90. De lá para cá, muita coisa mudou e ainda vai mudar com o passar dos anos, já que não há limites para a inovação.

Diante essa realidade, estar alinhado com as tecnologias contemporâneas, é uma ótima estratégia para aumentar seu reconhecimento de marca na internet, seja monetizando com blog ou campanhas patrocinadas nas mídias sociais, por exemplo.

Hoje em dia não basta apenas ser encontrado na internet ou conversar com o seu público alvo de forma assertiva, é preciso pensar na experiência do seu usuário, especialmente no que diz respeito a organização do seu site.

QUANDO REFORMULAR O SITE:

Uma analogia interessante e que prova o valor de um site institucional, é imaginar que ele nada mais é, do que a vitrine virtual do seu espaço físico.

Muitas vezes, o seu site é o primeiro contato que um consumidor em potencial terá com sua marca, por isso, é bom que ele esteja de acordo com a imagem que sua empresa quer passar.

Dessa maneira, confira os 7 sinais que indicam que chegou a hora de reformular o seu site:

1 – Mudanças nos serviços da empresa

Os serviços anunciados, são os mesmos que você continua oferecendo? Qualquer nova solução oferecida, deve estar presente em seu site também.

Mesmo que você tenha feito um post no Facebook incrível falando sobre a nova área de atuação, não se esqueça que a maioria das pessoas prefere fazer pesquisas no Google.

Não podemos nos esquecer também que a taxa de entrega das redes sociais não é tão alta, ou seja, não é toda a sua audiência que vê tudo o que você posta, independente da quantidade de seguidores que você tenha.

2 – Hospedagem atual do site é limitada

Hospedagens de sites são computadores, conhecidos como servidores, que armazenam os arquivos necessários para a disponibilidade do seu site na internet.

Este armazenamento geralmente tem um tamanho específico, medido em Megabytes (MB) ou Gigabytes (GB). Quando o conteúdo compartilhado sobressai esta quantidade, é comum o site ficar fora do ar, por exemplo.

Por isso, tenha certeza que a hospedagem que você contratou tem um tamanho condizente com o que você compartilha.

Outro conselho é dar preferência para servidores dedicados, para ter uma máquina exclusiva para sua hospedagem, diminuindo consideravelmente as chances do seu site ficar inacessível.  

3 – Site lento

site-lento

Você sabia que 70% dos usuários da internet abandonam sites que não carregam em até 5 segundos?

Muitos fatores podem interferir na velocidade de um site, como imagens muito pesadas, publicidade excessiva, scripts (instruções em código, encarregadas por ações específicas) e elementos de interação.

Quando um usuário acessa um site, mas imediatamente o abandona, os mecanismos de buscas entendem que o conteúdo oferecido é irrelevante, e como consequência, o site perde algumas posições no ranqueamento dos buscadores, afetando a maneira em que sua empresa é encontrada na internet.

Por isso, faça testes periódicos para testar a velocidade de carregamento das suas páginas para evitar que sua audiência não abandone o seu site.

4 – Não se adequa a todos os dispositivos

site-responsivo-agencia-grow

Segundo a MobileTime, 138 milhões de brasileiros têm celular hoje em dia. Desse número, 69% acessam a internet exclusivamente por este canal.

Diante este dado, é altamente recomendado ter um site responsivo, para que ele se adeque em todos os dispositivos, seja celular, desktop ou até mesmo, tablets.  

5 – Você não consegue fazer alterações sem o desenvolvedor original

Você sabe qual a plataforma ou, qual linguagem de programação o seu site foi desenvolvido?

Antigamente era frequente a utilização de ferramentas diferentes para criação de diversos sites, já que no início da internet não existia um padrão a ser seguido.

Isso dificultava bastante a vida de outros programadores que tentassem fazer alguma alteração, como, por exemplo, mudar um número de telefone. Dessa maneira, o empresário ficava preso ao profissional desenvolvedor.

É por isso que, quando for reformular o seu site, opte por agências ou freelancers que trabalham com plataformas universais, como o wordpress, por exemplo.

6 – Não traz resultado

Não-traz-resultado

Assim que você notar que as conversões em seu site estão baixas, isto é, o índice de pessoas entrando em contato com sua empresa decaiu, é hora de trocar de site.

Outra razão, seria o fato de o seu site proporcionar uma experiência confusa para o usuário e ele não conseguiu identificar a localização do formulário de inscrição, ou seu site preenche algum dos requisitos citados acima, como carregamento lento, hospedagem limitada e falta de responsividade para diversos dispositivos.

7 – É impossível acessar relatórios de acesso

É-impossível-acessar-relatórios-de-acesso

O Google disponibiliza um sistema gratuito para monitoramento de tráfego e que pode ser instalado em qualquer site.

Nós já nos deparamos com diversos casos em que este sistema não estava configurado da forma correta, ou então, não era compatível, o que acaba influenciando no relatório destes dados.

Além de fornecer a quantidade de usuários que visitaram seu endereço online, também é possível saber a origem desses acessos, para te ajudar a planejar suas estratégias virtuais no futuro.

Você se identificou algum desses sinais? Então, aproveite para falar com um de nossos especialistas em desenvolvimento e criação de sites.

O que você achou deste artigo? Gostou? Então compartilhe em suas redes sociais para os seus amigos também dominarem este assunto! E continue nos acompanhando pelo Instagram ou Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *